Olmert compara políticas do Irã com Alemanha nazista

O primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, comparou, nesta sexta-feira, as ambições nucleares do Irã, e suas ameaças contra Israel, com políticas da Alemanha nazista, durante uma cerimônia no Memorial Nacional do Holocausto de Israel. O discurso de Olmert vem em meio a novos relatos de que o Irã dobrou sua capacidade de enriquecer urânio - um processo que pode produzir material para uso em reatores e armamentos. Israel tem identificado o Irã como a maior ameaça ao Estado judeu. As preocupações israelenses têm aumentado desde a eleição do presidente linha-dura iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, que freqüentemente pede a destruição de Israel e tem questionado a existência do genocídio nazista que matou 6 milhões de judeus, durante a - e antes da - Segunda Guerra Mundial (1939-1945)."O aprendizado do Holocausto não é um aprendizado da história remota sobre o que aconteceu ao povo judeu", disse o premier judeu durante seu discurso. "Nestes mesmos dias ouvimos ecos da mesmas vozes que começaram a se espalhar pelo mundo pelos anos 30".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.