Olmert define formação de seu governo

O primeiro-ministro interino israelense, Ehud Olmert, anunciou nesta segunda-feira a formação de seu governo, após conseguir formar uma coalizão que apoiará seu plano de retirada de partes da Cisjordânia. Tzipi Livni foi nomeada vice-primeira-ministra e também ficou com o cargo de chanceler.O Partido Kadima, de Olmert, conquistou 29 das 120 cadeiras no parlamento, a maior representação entre todas as agremiações mas menos do que as 61 necessárias para se governar. Olmert conseguiu inicialmente o apoio do Partido dos Aposentados (sete cadeiras) e do Partido Trabalhista (19), mas acabou tendo de aceitar o respaldo do ultraortodoxo Shas com suas 12 cadeiras. Só que o partido é contra a proposta de Olmert de retirada da Cisjordânia. Entretanto, Olmert poderá contar com o apoio do esquerdista Meretz e de partidos árabe israelenses para implementar seu plano de definição das fronteiras definitivas de Israel até 2010. O novo governo deve assumir na quinta-feira.O rei Abdullah II, da Jordânia, disse nesta segunda-feira que seu país rejeita o plano proposto pelo primeiro-ministro designado israelense, Ehud Olmert, de retirada de Israel da Cisjordânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.