Olmert diz que conflito terá graves conseqüências para a região

O conflito no Líbano terá repercussões de longo alcance para a relação entre Israel e toda a região, afirmou o primeiro-ministro do Estado judeu, Ehud Olmert, ao abrir a reunião ministerial deste domingo."Haverá grandes repercussões em nossas relações com a fronteira norte e toda a região", disse o premier.Olmert condenou, em discurso, no qual falou lentamente e com voz grave, o ataque que o grupo xiita libanês Hezbollah perpetrou na manhã de hoje contra a cidade de Haifa, no qual oito pessoas morreram e pelo menos quinze ficaram feridas, entre eles cinco gravemente."Os duros ataques em Haifa fazem parte de um ataque assassino contra centros de população em muitas partes do país. Estes ataques têm como objetivo atacar civis", disse. "O Estado de Israel não pode e não tem a intenção aceitar isto"."Não temos nenhuma intenção de ceder às ameaças contra nós. Superamos muitos testes, nossos inimigos tentam interromper a textura da vida em Israel. Eles fracassarão. O público é forte e está unido nesta luta", afirmou.O premiê também pediu paciência. "Esta luta não está limitada pelo tempo. É uma luta diária, e nós, o Governo e o povo, continuaremos mostrando toda a coragem, determinação, consideração necessária".Olmert disse que o governo está preparando ajuda econômica e social para os israelenses que se encontram na linha de fogo."As decisões diante de nós são complicadas e difíceis. O Governo está determinado a executar tudo o que for necessá

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.