Olmert diz que não espera até Hamas reconhecer Israel

O primeiro-ministro interino de Israel, Ehud Olmert, disse hoje que não irá esperar anos até que o Hamas reconheça Israel, uma premissa para os acordos de paz, e disse estar preparado para tomar medidas unilaterais até que isso ocorra."Nós já esperamos um tempo razoável. Se vermos que não há uma chance razoável (para a retomada das negociações de paz), tomaremos o nosso destino em nossas mãos", disse o premier, há apenas seis dias da eleição, em uma entrevista para uma televisão local. Olmert declarou querer desenhar as fronteiras de Israel até 2010, e completar a construção da barreira com a Cisjordânia. "Temos que resolver nossos problemas sozinhos, não podemos virar reféns das decisões dos palestinos sobre quando as coisas irão acontecer ou o que irá acontecer", disse ele. O discurso sobre o unilateralismo de Olmert se deve a vitória do Hamas, que está em vias de anunciar um novo gabinete para a Autoridade Palestina. Hamas nega reconhecer Israel ou renunciar a violência.Quando perguntado se sua política mudaria caso o Hamas reconhecesse Israel, ele enfatizou: ""Então nós negociaremos com os representantes da Autoridade Palestina. (...) Nós estamos prontos para fixar fronteiras que são diferentes das que temos hoje. Portanto, há muito para se conversar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.