Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Olmert e Abbas finalizam acordo de união na domingo

O primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, e o presidente palestino, Mahmoud Abbas devem se encontrar no próximo domingo, 11, informaram autoridades nesta sexta-feira. Olmert prometeu boicotar o governo de unidade que Abbas está formando com o Hamas, caso o partido não reconheça o Estado de Israel, renuncie à violência e aceite os acordos de paz como é exigido pelo quarteto de mediadores do Oriente Médio. O primeiro-ministro palestino, Ismail Haniyeh, do Hamas, disse nesta sexta que um governo de unidade pode ser anunciado na próxima segunda-feira, 12. A porta-voz de Olmert Miri Eisin disse que alguns detalhes da reunião ainda precisam ser finalizados. No encontro planejado para domingo, Olmert dirá a Abbas que o novo governo precisa atender às exigências do quarteto. Olmert também vai pedir a Abbas para prestar conta dos US$ 100 milhões do imposto palestino, dinheiro que Israel transferiu para ele no começo do ano, disseram autoridades. Abbas tentará convencer Olmert a suavizar sua oposição ao governo de unidade e deve levantar a possibilidade de expandir a abalada trégua em Gaza para a Cisjordânia. Alguns militantes palestinos se opõem à ampliação da trégua, e autoridades israelenses disseram que não vão considerar a proposta até os palestinos pararem de disparar mísseis da Faixa de Gaza. O acordo de um governo de unidade contém uma vaga promessa para "respeitar" os pactos anteriores entre Israel e palestinos. Entretanto, não afirma que o futuro governo respeitará esses acordos, nem se reconhecerá Israel e renunciará à violência. Abbas disse na quinta-feira que o governo de unidade está "99%" acertado, mas não será anunciado até a próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.