Olmert é indiciado por corrupção

O ex-premiê israelense Ehud Olmert foi indiciado ontem por três acusações de corrupção. Olmert, que abandonou o cargo há um ano, reafirmou que é inocente. Apesar de não ter sido indiciado por aceitar dinheiro de um empresário americano quando era prefeito de Jerusalém, entre 1993 e 2003, ele foi acusado de usar sua posição para beneficiar os negócios do empresário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.