Olmert espera se encontrar com Abbas em breve

O premier de Israel, Ehud Olmert, disse em entrevista transmitida nesta quinta-feira, que espera se encontrar com o presidente da Palestina, Mahmoud Abbas, nos próximos dias. Mas Olmert afirmou que não fará gestos de boa vontade para Abbas até que o soldado israelense seqüestrado em Gaza seja libertado.O premier está sob intensa pressão interna, em razão de sua conduta durante a guerra contra o Hezbollah no Líbano. Ele deu entrevistas às duas principais rádios de Israel para defender a postura de seu governo para cada questão, desde conversas com a Síria até sobre as chances de novas negociações de paz com os palestinos.Os contatos entre Israel e os palestinos foram interrompidos após a vitória do grupo Hamas nas eleições parlamentares de janeiro,e da formação de seu gabinete. As relações pioraram após um grupo militante ligado ao Hamas atacar um posto do exército israelense em 25 de junho, matando dois soldados e capturando um terceiro. Israel respondeu com uma ampla ofensiva na Faixa de Gaza.Desde a eleição de Olmert, em março, houve conversas sobre a retomada das negociações. Os dois líderes já se encontraram em um breve café da manhã, mas não houve sessão de trabalhos. Questionado em sua entrevista com a rádio de Israel, sobre quando o encontro poderia acontecer, Olmert disse: "Eu espero que nos próximos dias, eu espero. Eu, em todo caso, perguntei para ele. Eu disse que ficaria feliz em encontrá-lo.De todo modo, assessores de Abbas afirmaram que o líder não está interessado em se encontrar sem ter garantias de que a reunião irá tratar de questões além do seqüestro do soldado capturado. Os militantes têm afirmado que só irão liberar o soldado em troca da libertação de centenas de prisioneiros palestinos em prisões israelenses. Olmert, que tem rejeitado a proposta, disse que não irá liberar prisioneiros, nem como um gesto de boa vontade, antes da libertação de Shalit."Não vou fazer gestos", disse Olmert à rádio de Israel nesta quinta-feira. "Até que Gilad Shalit (soldado) esteja livre, não irei negociar a libertação de prisioneiros palestinos.Olmert disse esperar que um encontro com Abbas pode levar a conversas de paz mais amplas, que poderia resultar em um acordo de paz entre os lados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.