Olmert lamenta em memórias fracasso de negociações

O ex-primeiro-ministro israelense Ehud Olmert afirmou que o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, cometeu um "erro histórico" ao rechaçar uma oferta de paz durante as negociações entre os dois lados, em 2008. Trechos do livro de memórias de Olmert foram divulgados hoje pelo jornal israelense Yediot Ahronot.

AE, Agência Estado

28 de janeiro de 2011 | 14h38

O canal de televisão Al-Jazira, sediado no Catar e que transmite em árabe, divulgou recentemente vários documentos sobre as concessões que os palestinos estavam dispostos a fazer nessas negociações.

Olmert sustenta que ofereceu a Abbas um Estado palestino na Cisjordânia, na Faixa de Gaza e em Jerusalém Oriental. Israel havia anexado 6,3% da Cisjordânia, e teria oferecido aos palestinos uma extensão equivalente de terras de Israel. Segundo as memórias do ex-premiê israelense, Abbas disse que "precisava de tempo" para avaliar a oferta. Os dois, porém, nunca voltaram a se reunir. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.