Olmert quer negociações diretas de paz com a Síria

'São conversas indiretas, mas eu espero que em breve elas se transformem em contatos diretos', disse

AE-AP, Agencia Estado

13 de julho de 2008 | 12h52

O primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, expressou neste domingo, 13, esperança de que Israel e Síria lancem em breve negociações de paz. Os dois inimigos recentemente retomaram negociações indiretas, mediadas pela Turquia, depois de oito anos de conversas interrompidas. "Nós nunca começamos um processo com a Síria", disse o líder israelense antes da cúpula pela União do Mediterrâneo, em Paris. "São conversas indiretas, mas eu espero que em breve elas se transformem em contatos diretos que vão permitir o progresso nesse sentido."     Veja também: Fortes medidas de segurança em Paris marcam Cúpula da UPM  Cúpula da UPM abre nova era entre UE e Mediterrâneo  Paz com palestinos está muito perto, diz Olmert Logo depois, Olmert se reuniu com o primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, que mais tarde se encontrará com o presidente da Síria, Bashar Assad, segundo informou o porta-voz de Olmert, Mark Regev. Olmert disse a Erdogan que "está sendo absolutamente sério quando fala em agir na direção dos sírios".O presidente sírio disse ontem que as conversas podem progredir, mas sugeriu que isso não acontecerá até que um novo presidente dos Estados Unidos seja eleito. Segundo Regev, Israel acredita que é um erro esperar mais tempo. "Se existe vontade de negociar agora, o momento é agora", disse o porta-voz. Assad e Olmert estão em Paris para a cúpula que reúne mais de 40 líderes da região do Mar Mediterrâneo. As tensões entre Israel e Síria são uma questão fundamental para a União do Mediterrâneo, lançada no encontro de deste domingo, 13.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelSírianegociações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.