Olmert suspende negociação sobre Shalit

O premiê israelense, Ehud Olmert, afirmou ontem que as exigências do grupo palestino Hamas para libertar o soldado Guilad Shalit são inaceitáveis e suspendeu a negociação para a troca de presos. "Não poupamos esforços, mas o Hamas é um grupo assassino e sem escrúpulos", disse. Shalit é mantido refém em Gaza desde junho de 2006.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.