Omã eleva benefícios sociais para estudantes

O sultão Qaboos, governante de Omã, anunciou hoje que está melhorando os benefícios sociais para estudantes, segundo informou a agência estatal de notícias do país, em meio à onda de descontentamento e protestos contra regimes ditatoriais ou sem transparência na região.

PATRICIA LARA, Agência Estado

26 de fevereiro de 2011 | 14h27

Omã é um país situado na extremidade oriental da Península Arábica. O sultão ordenou que os subsídios mensais para alunos de escolas vocacionais e universidades será elevados entre 25 e 90 rials (US$ 65 e US$ 234) para "conquistar um desenvolvimento adicional e prover condições dignas para o povo", informou a agência.

O sultão também determinou a criação de um escritório de proteção ao consumidor e estaria articulando a abertura de cooperativas. Cerca de 300 habitantes de Omã, incluindo mulheres, promoveram uma passeata pacífica no centro de Mascate, capital do país, no dia 18 de fevereiro, para reivindicar aumento de salários e reformas políticas. Mas os manifestantes também enfatizam a lealdade ao governante, carregando placas onde se lia: "Nós sempre seremos leais a você, sultão Qaboos". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Omãbenefíciosestudantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.