OMS adverte que gripe avícola pode ser pior que a SARS

A gripe avícola que causou três mortes no Vietnã e afetou granjas em parte da Ásia pode converter-se num problema muito maior que a síndrome respiratória aguda, a SARS, segundo advertiu hoje a Organização Mundial da Saúde.A gripe matou milhões de galinhas na Coréia do Sul, Vietnã e Japão, onde as autoridades ordenaram sua eliminação maciça para conter a doença. Hong Kong e Camboja proibiram a importação de carne de aves dos países afetados.A OMS está realizando testes para determinar se as mortes de outras nove pessoas, no Vietnã, estão relacionadas com a doença, mas já assinalou que até agora ela não se transmite de pessoa a pessoa. Fontes da saúde atribuem as infecções nos seres humanos ao contato com as fezes dos animais contagiados.Se o vírus desenvolver sua capacidade de transmitir-se de maneira direta pelo contato entre seres humanos, poderá converter-se numa enorme crise de saúde, segundo o coordenador regional da OMS, Peter Cordingley, hoje, em Manila.?É um problema possivelmente muito maior que o da SARS, porque não temos defesa nenhuma contra a doença. Se ele se transformar em vírus da influenza humana, poderá causar graves danos a nível internacional?, disse.A gripe avícola ocorre no momento em que a China enfrenta novos casas de SARS, outra doença atribuída a origens animais e que assolou a área do Pacífico no ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.