OMS crê que gripe avícola contaminou humanos na China

A Organização Mundial de Saúde (OMS) acredita que a China possa ter casos de contaminação de humanos pelo vírus da gripe avícola, embora as autoridades do país não tenham divulgado nenhum caso. O médico Henk Bekedam, representante da OMS em Pequim, disse que é possível haver pessoas contaminadas dada a extensão da epidemia pelo território chinês. O governo anunciou recentemente um novo caso em uma granja da cidade de Tianjin, leste do país. Com isso, 14 das 31 regiões em que a China está dividida já registraram a doença. O governo chinês disse que equipes de emergência do Ministério da Agricultura estão supervisionando as medidas que os produtores devem tomar para prevenir a contaminação. Mas os focos não param de aparecer. Hoje as províncias de Hubei, Yunnan e Shaanxi anunciaram novos casos de contaminação. A OMS tem discutido a possibilidade de haver casos de pessoas doentes com as autoridades chinesas e tem recomendado a realização de testes nas granjas e o monitoramento de pessoas que entram em contato com as aves doentes. Jornais oficiais têm publicado que produtores nos vilarejos afetados estão sendo colocados em quarentena. No Vietnã e na Tailândia 19 pessoas morreram contaminadas pela doença. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.