OMS: epidemia de Ebola deve durar mais alguns meses

O surto do vírus Ebola no oeste da África deve continuar por mais dois a quatro meses, afirmou nesta terça-feira o vice-diretor geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Keiji Fukuda. Ao menos 175 pessoas foram infectadas e mais de cem morreram desde o começo da epidemia, que já dura um mês.

AE, Agência Estado

08 de abril de 2014 | 15h32

A situação é especialmente difícil, ainda de acordo com Fukuda, por conta da vasta região pela qual o vírus se espalhou, das florestas tropicais da Guiné até a fronteira com a Libéria. No entanto, o médico enfatizou que a fonte da transmissão do vírus foi identificada em todos os contaminados, o que representa um passo importante para o controle do surto.

Segundo o médico Sakoba Keita, do ministério da Saúde da Guiné, já foram confirmados 151 casos de Ebola no país, com 98 mortes. Na Libéria, a doença vitimou 10 pessoas, de um total de 21 infectados, informou a OMS.

Mas também há sinais de que a propagação do vírus começou a diminuir. Em Gana, testes em um suposto caso da doença deram negativo. Segundo a OMS, em Serra Leoa e Mali, outras quatro suspeitas de contaminação foram descartadas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Ebolaepidemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.