OMS: gripe suína já matou mais de 700 no mundo

A gripe suína já provocou a morte de mais de 700 pessoas em todo o mundo desde o início do surto, há cerca de quatro meses, informou hoje a Organização Mundial de Saúde (OMS). A cifra anterior, divulgada pela entidade no último dia 6, era de 429 mortes relacionadas à pandemia da influenza A (H1N1). Hoje, em Genebra, na Suíça, Aphaluck Bhatiasevi, uma porta-voz da OMS, disse que agora as mortes "já passam de 700".

AE, Agencia Estado

21 de julho de 2009 | 09h16

O anúncio ocorre depois de a OMS ter anunciado, na última sexta-feira, que suspenderia a contagem de casos da doença, porque a enfermidade "se disseminou numa velocidade sem precedentes". De acordo com a OMS, a contagem de casos individuais não é mais essencial para avaliar o risco representado pela gripe suína e a entidade decidiu focar os novos países atingidos pela doença. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaOMSmortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.