OMS informa que Iraque registra sexta morte por cólera

A Organização Mundial de Saúde (OMS) informou que um garoto de dois anos morreu de cólera no Iraque. É a sexta morte nesta última epidemia da doença no país. O representante da OMS, Naeema al-Gasseer, disse que o menino morreu da doença gastrointestinal na cidade de Najaf, no sul do país. O Ministério da Saúde local informou que 418 casos de cólera foram confirmados desde a volta da doença ao país, em agosto. A maioria das vítimas vive no centro e sul do Iraque. O governo iraquiano e a OMS atribuem o problema à falta de água potável e de sistemas de esgoto eficientes. A cólera geralmente se dissemina pela água contaminada. Pode causar diarréia extrema e, em casos mais graves, inclusive a morte por desidratação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.