OMS já considera contenção do vírus inviável, diz WSJ

Ao elevar o alerta de risco de pandemia da gripe suína de 3 para 4, afirmando que o vírus agora está disseminado e sendo transmitido de forma sustentada entre pessoas, a Organização Mundial de Saúde (OMS) disse que uma pandemia não é inevitável e não recomendou que os países tentem controlar as viagens ou fechar suas fronteiras, segundo o "The Wall Street Journal". "A ênfase dos países deve ser mitigar o vírus mais do que conter o vírus", disse, em teleconferência com repórteres, o doutor Keiji Fukuda, diretor-geral assistente interino para segurança de saúde e ambiental da OMS, a organização com sede em Genebra, que é parte das Nações Unidas."O vírus está muito disseminado para tornar a contenção uma consideração viável", disse.

AE, Agencia Estado

27 de abril de 2009 | 19h09

Ele acrescentou que o vírus está agora presente nos Estados Unidos, Canadá, México e Espanha. Fukuda disse que a OMS vai trabalhar para facilitar a produção de uma vacina que levaria entre quatro a seis meses para ser desenvolvida. No entanto, poderá levar muitos outros meses para que uma grande quantidade da vacina seja produzida.

O sistema de alerta da OMS vai do nível 1 ao 6. O nível 4 significa que a transmissão de ser humano para ser humano foi verificada e "marca uma mudança significativa de aumento no risco de uma pandemia", segundo o site da OMS. O nível 5 é considerado um sinal de que uma pandemia é iminente. O nível 6 indica que uma pandemia global está em desenvolvimento.

Segundo The Wall Street Journal, a última pandemia foi a gripe "Hong Kong" de 1968. Juntas, as últimas pandemias de 1957 e 1968 provocaram a morte de 4 milhões de pessoas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaOMSrecomendaçõesWSJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.