OMS lança campanha contra tuberculose

A Organização Mundial da Saúde (OMS), o Banco Mundial e o Instituto para uma Sociedade Aberta - fundação do empresário George Soros - lançaram, nesta terça-feira, uma campanha para reverter a expansão da tuberculose no planeta. Cinco mil pessoas morrem a cada dia de tuberculose no mundo. De acordo com a diretora-geral da OMS, Gro Harlem Brundtland, esse número é inaceitável, visto que existe cura para a doença. Soros, que, por meio de sua fundação, destina anualmente US$ 500 milhões para obras de caridade, disse que o custo estimado da campanha da Associação para Deter a Tuberculose é de US$ 9,3 bilhões, em cinco anos. Segundo ele, já existe um financiamento de US$ 4,8 bilhões. O vice-presidente do Banco Mundial para Desenvolvimento Humano Jo Rizen afirmou que o custo social da tuberculose é um dos maiores obstáculos para reduzir a pobreza. O Banco Mundial estima em US$ 2 bilhões anuais as perdas de produtividade por causa da doença.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.