OMS negocia envio de equipe para China

A Organização Mundial de Saúde está conversando com o governo chinês sobre enviar especialistas internacionais para a China com o objetivo de ajudar a investigar uma nova onda de gripe aviária que já matou seis pessoas. Grande parte das 21 pessoas que foram infectadas pelo vírus estão severamente doentes.

AE, Agência Estado

08 de abril de 2013 | 02h50

O chefe do escritório da OMS na China, Michael O''Leary, disse a repórteres em Pequim que a organização está confiante nos esforços da China de rastrear e controlar a disseminação do vírus H7N9. No entanto, a preocupação mundial com a doença levou a OMS a considerar enviar uma equipe.

O''Leary disse que os dois lados estavam em discussões e não está claro ainda quando

essa equipe pode chegar na China. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
chinagripe aviária

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.