OMS prevê próxima onda da gripe no Hemisfério Sul

Os países no Hemisfério Sul, entre eles o Brasil, podem ser as vitimas da próxima onda do surto do vírus do influenza A (H1N1), nova denominação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para substituir o termo "gripe suína". O alerta é da OMS, que aponta que os países do Sul precisam se preparar para a temporada da gripe que começa nos próximos meses, já que o vírus do H1N1 poderá surgir nessas regiões a partir de agora.

JAMIL CHADE, Agencia Estado

30 de abril de 2009 | 19h37

A entidade informou que focará seus esforços nos países do Hemisfério Sul, negociando acordos para a compra de remédios e pedindo doações de países ricos para enfrentar uma eventual pandemia nos países em desenvolvimento. "E possível que tenhamos um maior numero de surtos do H1N1 ocorrendo de forma mais frequente no Sul que no Norte nos próximos meses. Teremos de acompanhar isso com muito cuidado", afirmou Keiji Fukuda, vice-diretor da OMS. Segundo ele, a capacidade de transmissão do vírus é maior que o da gripe aviária, que assustou a Ásia em 2005.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaOMS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.