OMS: Tamiflu deve ser indicado para pessoas vulneráveis

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse hoje que o medicamento Tamiflu deve ser dado a pessoas particularmente vulneráveis à gripe A H1N1, uma advertência a países como a Grã-Bretanha, onde a droga é distribuída livremente. A OMS havia dito anteriormente que os médicos deveriam decidir quem deve receber Tamiflu. Segundo a agência da Organização das Nações Unidas (ONU), pessoas saudáveis que contraiam versões leves e moderadas da doença não precisam do medicamento, mas jovens, idosos, grávidas e pessoas que tenham problemas de saúde devem ser medicadas com Tamiflu. O uso liberado do medicamento pode levar a um vírus mais resistentes, o que diminuiria os recursos para lutar contra a doença.

AE-AP, Agencia Estado

21 de agosto de 2009 | 17h19

A OMS disse que pessoas que possam sofrer complicações decorrentes da gripe suína - crianças com menos de cinco anos, grávidas, pessoas acima de 65 anos e aquelas que tiverem problemas como doenças cardíacas, Aids ou diabetes - devem certamente tomar o medicamento. A agência também recomenda que todos os pacientes, incluindo crianças que tenham casos graves de gripe suína, com dificuldades respiratórias, dores no peito ou fraqueza, devem tomar Tamiflu imediatamente, talvez em doses maiores do que as usadas atualmente.

"A orientação da OMS é muito diferente do que está sendo feito na Inglaterra", disse Hugh Pennington, especialista da Universidade de Aberdeen. "A abordagem da Inglaterra está em descompasso com o restante do mundo". A resposta inglesa ao surto de gripe suína é criticada, já que no país o Tamiflu é distribuído por centrais telefônicas. Desde que a Grã-Bretanha estabeleceu seu serviço nacional para a gripe em julho, o medicamento está disponível para qualquer um que suspeite ter a doença.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaOMSTamiflu

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.