Onda de ataques simultâneos deixa ao menos 50 mortos no Iraque

Atentados acirram discussão sobre capacidade do país para manter a ordem após retirada das tropas americanas

BBC Brasil, BBC

15 de agosto de 2011 | 08h06

País vive uma nova onda de vionlência em diversas regiões

 

BAGDÁ - Uma onda de ataques foi registrada nesta segunda-feira, 15, em várias cidades do Iraque, deixando ao menos 50 mortos e dezenas de feridos. As autoridades iraquianas afirmaram que os ataques foram coordenados e responsabilizaram militantes ligados à rede Al-Qaeda.

Na cidade de Kut, no sudeste do país, ao menos 34 pessoas foram mortas em um ataque duplo a bomba. Pelo menos outras 64 pessoas ficaram feridas nos ataques simultâneos - um com uma bomba plantada numa rua e outra em um carro.

Na província de Diyala, ao menos cinco explosões deixaram pelo menos dez mortos, enquanto dois suicidas atacaram uma unidade antiterrorismo da polícia em Tikrit, matando dois policiais.

O Iraque vem registrando uma recente onda de violência, apesar de uma queda em relação ao pico verificado entre 2006 e 2007.

Retirada

A onda de ataques ocorre em meio aos debates sobre a capacidade das forças iraquianas em manter a ordem após a retirada das tropas americanas do país. Os Estados Unidos já anunciaram a retirada total das forças americanas do país até o final deste ano, mas autoridades já expressaram sua preocupação com a capacidade das forças iraquianas de proteger o país.

Há duas semanas, líderes políticos iraquianos anunciaram que se reuniriam com autoridades americanas para discutir a possibilidade da manutenção de um pequeno número de soldados americanos no país a partir do ano que vem.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.