Onda de calor causa superlotação em necrotérios franceses

Coveiros foram chamados para trabalhar nesta sexta-feira, um feriado nacional francês, para lidar com o resultado mórbido da onda de calor que causou mais de 3.000 mortes. Com os necrotérios lotados, as autoridades de Paris se apossaram das câmaras refrigeradas de um mercado agropecuário para preservar os corpos.Necrotérios e cemitérios estão sobrecarregados nesta onda de calor, que o ministro da Saúde classificou de ?verdadeira epidemia?. Um autoridade do serviço de funerais da região de Paris disse que as famílias teriam de aguardar de dez a 15 dias para o sepultamento dos parentes.As autoridades já se apoderaram dos 5.000 m2 de capacidade de armazenamento refrigerado do mercado de atacado do subúrbio parisiense de Rungis. Os corpos deverão ser mantidos em catres de campanha do Exército.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.