Onda de calor deixa 5 mortos nos EUA

Uma onda de calor sem precedentes nos Estados Unidos causou cinco mortes e chegou a derreter parcialmente o asfalto de uma rodovia. Os meteorologistas preveem que pode levar vários dias até que baixem as temperaturas em algumas áreas do país, atualmente variando de 32 a 38ºC.

AE, Agência Estado

09 de junho de 2011 | 14h18

A onda de calor matou cinco idosos em Nova York, Maryland e no Wisconsin nos últimos dias. O calor foi tão intenso no sudoeste do Michigan, que deixou ondulado o pavimento de uma rodovia interestadual, segundo o jornal Battle Creek Enquirer.

As escolas públicas da Filadélfia e de partes de Nova Jersey e Maryland suspenderam as aulas nos próximos dias, por causa do calor. Algumas cidades estabeleceram abrigos com ar-condicionado para pessoas que não têm esse equipamento.

A temperatura na Filadélfia alcançou 36ºC, batendo um recorde de 2008, enquanto em Atlantic City, em Nova Jersey, foi igualado um recorde de 37ºC de 1999. Em Chicago, os termômetros chegaram a 34ºC no meio da tarde de ontem.

Os meteorologistas notam que a sensação de calor é ainda maior, por causa da alta umidade do ambiente. O Centro de Previsão Climática do governo federal afirmou que nos próximos seis a dez dias haverá temperaturas ainda mais altas, na média, especialmente nos Estados do sul, centro-norte e nordeste do país. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
calormortesEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.