Onda de calor mata rebanhos nos Estados Unidos

Estimativas apontam para a morte de milhares de cabeças de gado no centro dos Estados Unidos, em meio a uma recente onda de calor que atinge o país. O tempo quente e a umidade neste mês estão provocando um número muito superior de mortes de animais neste ano do que provocam normalmente a cada ano.

AE, Agência Estado

21 de julho de 2011 | 16h44

As temperaturas nos Estados de Dakota do Sul, Dakota do Norte e no Alto meio-oeste têm chegado a máximas entre 30ºC e 37ºC, com a alta umidade do ar elevando as máximas a 47ºC em algumas regiões. A onda de calor deverá ceder na próxima semana, mas as temperaturas ficarão acima da média, disse Mike Tannura, meteorologista na T-Storm Weather, em Chicago.

No Estado de Dakota do Sul, pelo menos 1,2 mil a 1,5 mil cabeças de gado morreram por causa do calor, informou ontem o veterinário Dustin Oedekoeven. Em Minnesota, a estimativa é de que as perdas superam mil cabeças de gado, disse Grant Crawford, veterinário na Universidade de Minnesota.

Estados como o Texas e Nebraska, onde a maior parte do rebanho bovino norte-americano é criado, não experimentaram o mesmo aumento no número de mortes de gado provocadas pelo calor. A explicação é que, embora as temperaturas máximas sejam maiores no Texas do que em Dakota do Norte, a umidade é mais baixa. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAcalorrebanhosmorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.