Onda de frio atinge centro-norte dos Estados Unidos

Após as tormentas no centro-norte dos Estados Unidos deixarem milhares de pessoas sem eletricidade no primeiro dia oficial de inverno, os moradores lutavam hoje para passar o menor tempo possível na intempérie. "É tão frio que sinto agulhas nos olhos", disse Ashley Sarpong, de 19 anos, moradora de Chicago. "Este é o maior frio que senti durante todo o ano."Os meteorologistas prognosticaram que o frio forte continuará durante todo o dia de hoje. Com isso, as autoridades devem enviar alertas de tempestades capazes de congelar na região. Apesar disso, caiu pouca neve com a passagem da massa de ar frio, ainda que o gelo e os fortes ventos lancem neve sobre os rodovias, complicando a vida dos motoristas, muitos em viagens de férias.O frio é o maior perigo, aumentado pelos ventos entre 32 e 48 quilômetros por hora. Os moradores de Dayton, Ohio, enfrentaram nas ruas temperaturas abaixo de zero, segundo o Serviço Meteorológico Nacional. Um pouco mais ''quentes'', ainda que sem chegar aos 10 graus, estavam Toledo, Cincinnati e Columbus.Os assistentes sociais de Chicago mantiveram cerca de 100 pessoas durante a noite em um centro com temperatura controlada, enquanto as autoridades ativaram uma mensagem automática de telefone para advertir a população sobre o frio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.