Onda de frio congela mar no litoral do norte da China

A China tem registrado este ano o inverno com as temperaturas mais baixas em seis décadas

Efe,

11 de janeiro de 2010 | 06h17

Os baixas temperaturas sofridas pela China desde o início do ano deixaram uma parte do mar no litoral do norte do país congelado, uma situação pouco habitual em outros invernos, informou a agência oficial Xinhua.

 

Segundo os responsáveis marítimos estatais, se trata da "mais grave situação dos últimos anos" nas águas que banham a província litorânea de Shandong, e poderia piorar nos próximos dias já que as baixas temperaturas devem continuar.

 

Camadas de gelo se estendem até 60 milhas náuticas (110 quilômetros) do litoral e de até 30 centímetros de espessura, tanto no mar de Bohai, ao norte da província, como no Amarelo ao sul,

destacou a Administração Estatal de Oceanos.

 

O gelo, por exemplo, surpreendeu mais de 200 navios pesqueiros na baía de Jiaozhou, que estão bloqueados ali à espera de que o gelo derreta.

 

A onda de frio causou problemas de transporte e de fornecimento de energia em todo o país, especialmente no norte, onde cidades como

Pequim sofreram pouco depois do Ano Novo as piores nevascas em seis décadas.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinafrio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.