, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2010 | 00h00

A intensa onda de frio que assola a Argentina desde a semana passada provocou a morte de 13 pessoas por hipotermia. Algumas vítimas eram sem-teto de Buenos Aires, onde também morreu um bebê. Outras mortes ocorreram em casebres no centro do país e nas regiões perto da Cordilheira dos Andes, na fronteira com o Chile, onde neva desde a semana passada. Além dessas vítimas, 33 pessoas morreram nos últimos dias pela intoxicação de monóxido de carbono de chaminés e sistemas de aquecimento improvisados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.