Onda de violência leva Afeganistão a reforçar segurança

Grupos de policiais estão espalhados por diversos pontos da capital do Afeganistão neste domingo, após as autoridades enviarem mais de 7 mil homens para garantir a segurança de Cabul. A ação acontece às vésperas do dia da Independência do país - um indício de como os militantes representam uma crescente ameaça para a capital.O restante da região atravessa uma crescente onda de violência. Segundo fontes policiais, diversas explosões no sul do Afeganistão provocaram a morte de pelo menos 88 pessoas.O Ministério do Interior informou que o contingente extra de policiais na capital fará buscas em prédios e carros para "criar um ambiente de confiança e evitar qualquer ação inesperada do inimigo".O aumento da segurança acontece um dia antes das comemorações do 89º aniversário da independência do Afeganistão do domínio britânico. Qualquer falha na segurança durante as comemorações traria constrangimentos para o governo do presidente Hamid Karzai.O porta-voz do Ministério do Interior, Zemarai Bashary, disse que uma força extra de mais de 5 mil policiais foi destacada para o que ele descreveu como a maior operação desse tipo em Cabul desde 2001, quando forças militares dos Estados Unidos derrubaram o governo Talebã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.