REUTERS/Jonathan Ernst
REUTERS/Jonathan Ernst

Onde estava Sasha Obama durante o discurso de despedida do pai?

Internautas e telespectadores notaram ausência da adolescente durante a emocionante fala de Barack Obama na madrugada desta quarta-feira; compromissos escolares impediram a participação da adolescente de 15 anos

O Estado de S. Paulo

11 Janeiro 2017 | 11h43

WASHINGTON - Um dos momentos mais emocionantes do discurso de despedida feito na madrugada desta quarta-feira, 11, pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foi quando ele falou sobre sua família, especialmente sobre sua mulher, Michelle, a quem descreveu como "Michelle LaVaughn Robinson, do lado sul", usando o nome de solteiro e o local onde ela morava antes de se casarem como referência.

Instantes depois, Obama citou o orgulho que tem das duas filhas, Malia e Sasha. "Sob circunstâncias estranhas vocês se tornaram duas mulheres incríveis", disse o presidente. "Vocês são espertas e bonitas. Mas mais importante do que isso, vocês são bondosas e cheias de ideais e paixões."

Quando as câmeras focaram na família Obama, no entanto, tanto os internautas quando quem acompanhava o discurso pela TV perceberam que apenas Michelle e Malia estavam na cerimônia e começaram imediatamente e questionar: onde estaria a outra adolescente e o que poderia ser mais importante do que acompanhar o discurso de despedida do pai?

A resposta, no entanto, não demorou a aparecer. Sasha tem uma prova na manhã desta quarta na escolha onde estuda, em Washington, informaram funcionários da Casa Branca à emissora CBS News. Assim, enquanto os pais e a irmã foram para Chicago, ela continuou na capital dos EUA para não prejudicar seus estudos.

A jovem de 15 anos frequenta a Sidwell Friends, uma escola cujo acesso é bastante restrito na capital dos EUA. Na agenda de atividades disponível no site da escola, está prevista para às 10 horas desta quarta (13 horas de Brasília) uma prova de ciências que faz parte do calendário de exames de meio de ano do colégio.

Na mesma página também estão listados os protocolos da programação de provas, com destaque para os critérios para poder fazer o exame em outra data: "a ausência em razão de uma viagem não é um motivo adequado para remarcar a prova", diz o site.

Esta não foi a primeira vez que os compromissos acadêmicos de Sasha ganharam destaque na imprensa. Em março, Obama anunciou que ele e sua família continuarão morando em Washington por mais alguns anos para que a jovem possa concluir seus estudos sem ter que mudar de escola. "Transferir alguém no meio do ensino médio é algo difícil", disse Obama na época. / WASHINGTON POST

Mais conteúdo sobre:
Barack ObamaSashaChicago

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.