O´Neill diz que Saddam é um mentiroso

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Paul O´Neill, afirmou esta manhã que o presidente do Iraque, Saddam Hussein, é comprovadamente um mentiroso, mas declarou que espera que as exigências dos EUA sejam cumpridas. Em entrevista à rede CNBC, O´Neill disse que gostaria de pensar que os EUA não terão de fazer nada além de insistir que o Iraque destrua todas as suas armas, deixando de ser uma ameaça aos seus vizinhos e ao resto do mundo. O´ Neill reiterou que a administração Bush ainda não definiu qual decisão tomará sobre o Iraque e afirmou que não há sentido em "fazer especulações em público". O secretário do Tesouro elogiou o discurso do presidente dos EUA, George W. Bush, à Organização das Nações Unidas, na semana passada. "O presidente afirmou várias vezes e consistentemente que Saddam Hussein deve deixar o governo e que deve haver uma mudança no regime governante do Iraque e ele já manisfetou essas condições", disse O´Neill. "Ele (Bush) fez um grande trabalho na ONU ao listar as 16 resoluções violadas. Eu acho queo ponto crucial é que devemos fazer o que for possível para garantir a liberdade e exterminar o terrorismo para que não tenhamos um outro 11/9", disse. Ao ser questionado sobre como seria o governo do Iraque após uma eventual saída de Saddam, O´Neill disse isso é uma especulação. "Eu não gosto de passar a minha vida especulando. Ao contrário, nós temos de lidar com os fatos como eles são", disse O´Neill, completando que o presidente ainda não decidiu o que fazer sobre o Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.