ONG sugere calma em saída de missão da ONU

Um relatório da ONG International Crisis Group recomenda que a retirada da Missão das Nações Unidas no Haiti (Minustah), liderada pelo Brasil, não seja apressada. "Qualquer movimento abrupto da missão pode abrir espaço para um vazio de segurança e aumento da violência", indica o relatório. Desde a posse do presidente Michel Martelly, o governo do Haiti pretende acelerar a saída das tropas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.