ONGs e governos mobilizam-se por vítimas de maremoto

A Cruz Vermelha Internacional emitiu um pedido inicial de doações de 7,5 milhões de francos suíços (US$ 6,7 milhões) em dinheiro, bens e serviços para os próximos seis meses, para socorrer as vítimas do terremoto e maremotos que atingiram o sul da Ásia. "Milhares já morreram por causa das enchentes, mas a menos que haja uma rápida resposta à emergência, muitos mais poderão morrer nos próximos dias", disse Jasmine Whitbread, diretora internacional do grupo humanitário Oxfam. "As águas das cheias terão contaminado a água potável, e a comida será escassa". David Alexander, diretor internacional da Cruz Vermelha britânica, diz que "estamos numa grande resposta a desastre de emergência, e estaremos nisso por vários meses".Na Grã-Bretanha, o grupo Salve as Crianças informa que uma equipe parte ainda hoje para ajudar o pessoal já presente no Sri Lanka, e a Visão Mundial, outro grupo humanitário, disse que seu pessoal na região já realiza entrega de suprimentos aos necessitados. A Cruz Vermelha holandesa está enviando cobertores, tendas e remédios, prioritariamente para o Sri Lanka, disse a porta-voz da chancelaria holandesa, Esther van Damme.O governo grego informa ter um avião de prontidão para enviar ajuda. O Unicef da Alemanha doará US$ 135.000 para as vítimas, e fez um apelo para mais doações. O governo da Venezuela informa que uma equipe de resgate e doações em bens estão sendo preparadas para "ir aonde for preciso", segundo o chefe de Defesa Civil, Antonio Rivero.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.