ONGs pedem maior pressão sobre Damasco

CORRESPONDENTE / GENEBRA

Jamil Chade, O Estado de S.Paulo

10 de agosto de 2011 | 00h00

Algumas das principais ONGs de direitos humanos no mundo pedem que Brasil, Índia e África do Sul usem a missão de hoje para exigir do governo sírio o fim da violência, a libertação de presos políticos e uma cooperação com a equipe da ONU encarregada de investigar as violações dos direitos humanos.

O apelo foi lançado pela Human Rights Watch, pela Anistia Internacional, e pelas entidades Avaaz e pelo Centro Global para a Responsabilidade para a Proteção. "Brasil, Índia e África do Sul deveriam ir também a outras cidades para ver as evidências da brutalidade do governo em Hama, Deraa, Deir al-Zor e nos centros de detenção", afirmou Sarah Leah Whitson, diretora de Oriente Médio da HRW.

"Os países do Ibas deveriam reforçar a mensagem da ONU e evitar uma linguagem eufemística sobre as reformas ilusórias que Damasco tenta convencer o mundo que está realizando", disse Leah.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.