ONGs solicitam presença de observadores da ONU em Oaxaca

Organizações de defesa dos direitos humanos pediram na sexta-feira à Chancelaria mexicana que convide observadores e relatores das Nações Unidas para verificarem o cumprimento das garantias individuais no estado de Oaxaca.A Liga Mexicana pela Defesa dos direitos Humanos e um comitê de parentes de detidos no estado entregaram à Secretaria de Relações Exteriores o pedido para que representantes das Nações Unidas vejam se "ainda existem detenções arbitrárias, desaparecimentos e tortura"."A carta acusa a Polícia Federal e a estadual de detençõesarbitrárias e atos de tortura indiscriminados contra a população em geral e os simpatizantes do movimento de protesto", disse à imprensa mexicana o presidente da Liga, Adrián Ramírez.O conflito de Oaxaca começou em maio, com uma greve deprofessores, e deixou pelo menos 11 mortos, segundo as autoridades, e 17, de acordo com a Assembléia Popular dos Povos de Oaxaca (APPO), cujos principais líderes foram detidos.

Agencia Estado,

16 de dezembro de 2006 | 01h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.