Harihar Singh Rathor/AFP
Harihar Singh Rathor/AFP

Ônibus cai em rio e deixa 31 mortos e 16 feridos no Nepal

Entre os corpos, havia 12 crianças; veículo ia do interior para a capital, Katmandu

O Estado de S.Paulo

28 Outubro 2017 | 19h49

KATMANDU - Pelo menos 31 pessoas morreram e 16 ficaram feridas neste sábado na queda de um ônibus lotado em um rio no centro do Nepal, em uma região de orografia complicada que dificultou o resgate, que segue em andamento.

O acidente aconteceu na madrugada de domingo (hora local) no distrito de Dhading, quando, segundo o testemunho de alguns dos sobreviventes, o veículo, em excesso de velocidade, caiu no rio, afirmou o chefe da polícia local, o superintendente Dhurba Raj Raut.

"Recuperamos até o momento 31 corpos, mas o número pode aumentar uma vez que suspeitamos que ainda há alguns desaparecidos", explicou Raut, que ressaltou que, segundo o relato de alguns feridos, poderia haver mais de 50 passageiros no ônibus.

+ Inundações matam 175 na Índia, Nepal e Bangladesh

Segundo Raut, a maioria dos viajantes retornava a Katmandu depois de passar na cidade de Rajbiraj por conta de uma festa hindu de Chhath. Entre os mortos, segundo o superintendente de polícia, há nove crianças e 12 dos corpos ainda não puderam ser identificados.

Tanta a polícia nepalesa como membros do exército prosseguem com os trabalhos de resgate, depois que levaram mais de seis horas para arrastar o ônibus até a margem do rio. A precariedade das estradas, o mal estado dos veículos, o excesso de passageiros e a condução imprudente são as causas mais frequentes dos acidentes de trânsito no país do Himalaia.

Segundo a polícia nepalesa, no último ano fiscal (de 16 de julho de 2015 a 15 de julho de 2016) ocorreram 10 mil acidentes de trânsito no Nepal, nos quais morreram cerca de 2 mil pessoas e outras 13 mil ficaram feridas. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Nepal [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.