Ônibus espacial volta à Terra com tripulação da Alpha

O ônibus espacial Endeavour retornou à Terra em meio a fortes medidas de segurança nesta segunda-feira, trazendo a tripulação da estação espacial internacional Alpha de volta a um planeta abalado pelo terrorismo e pela guerra.A nave atravessou nuvens espessas e aterrissou às 15h55 (pelo horário de Brasília), como previsto. Quatro helicópteros artilhados voavam em formação de ataque sobre o Centro Espacial Kennedy pouco antes da aterrissagem.Foi um retorno triunfal e muito aguardado, na opinião do ex-comandante da estação espacial Frank Culberston e de seus colegas de tripulação, os cosmonautas russos Vladimir Dezhurov e Mikhail Tyurin.Eles passaram 129 dias em órbita, circundaram a Terra mais de 2.000 vezes e percorreram 85 milhões de quilômetros - mais da metade da distância entre a Terra e o Sol.A esposa de Culberston, Rebecca, e seus cinco filhos estavam de mãos dadas durante a chegada. As esposas de Dezhurov e Tyurin também estavam na pista de pouso, mas não trouxeram suas filhas, que ficaram em casa, na Rússia.Os três astronautas estavam em órbita da Terra no dia 11 de setembro e viram, a uma altitude de 400 quilômetros, a fumaça subindo das áreas devastadas do World Trade Center, em Nova York, e do Pentágono, em Washington."Foi algo terrível de ser visto do espaço sideral. Também foi horrível saber que coisas como esta aconteciam na Terra e nós estávamos tão distantes de nossas famílias", declarou Culberston em nome da tripulação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.