Ônibus para palestinos causam polêmica

A decisão do Ministério dos Transportes de Israel de instituir ônibus separados para trabalhadores palestinos da Cisjordânia que vão trabalhar dentro do território israelense levou a acusações de "segregacionismo" contra o governo do país. Por pressão de colonos que moram em assentamentos na Cisjordânia, o Ministério dos Transportes inaugurou ontem linhas de ônibus exclusivas para trabalhadores palestinos que trabalham em Israel. Elas sairão de diversos postos militares na Cisjordânia rumo Tel-Aviv.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.