ONU: 200 mil tiveram de deixar suas casas no Congo

O Programa Mundial de Alimentação da ONU afirmou hoje que os confrontos na província de North Kivu, no Congo, forçaram perto de 200 mil pessoas a deixarem suas casas desde agosto. Há confrontos no leste do país entre partidários do senhor da guerra Laurent Nkunda, milícias e também o Exército. Uma força da ONU com 18 mil soldados não conseguiu interromper o conflito na vasta região rural de montanhas e florestas. Segundo a ONU, entre 1,4 e 2 milhões de pessoas foram desalojadas de suas casas em North Kivu desde 2007. O presidente da agência da ONU, Charles Vincent, denunciou que muitas dessas pessoas estão desnutridas e várias morreram de fome. Segundo ele, é necessário US$ 46 milhões para comprar 33 mil toneladas de comida para o país até março.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.