ONU: 482 mil haitianos já deixaram capital do país

Quase 500 mil pessoas já deixaram Porto Príncipe e foram para o interior do Haiti, informou hoje a Organização das Nações Unidas (ONU). A área da capital foi a mais afetada pelo violento terremoto que atingiu o país no dia 12 do mês passado. "O governo revisou o número de pessoas deixando Porto Príncipe para outros departamentos para 482.349, até 31 de janeiro", afirmou o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários. Autoridades haitianas calculavam esse número em 235 mil.

AE, Agencia Estado

02 de fevereiro de 2010 | 12h19

O órgão da ONU informou também que 90% das pessoas que deixavam a capital rumo a áreas rurais iam em busca de parentes. Segundo o escritório, é uma prioridade agora apoiar essas famílias que recebem novos moradores. Os preços de alimentos básicos como arroz e açúcar estão subindo, como resultado do influxo de pessoas, apontou a ONU. Além disso, centros médicos têm carências em seus estoques e em equipamentos para lidar com emergências.

A população no sul haitiano e nas regiões de Grand Anse e Nippes, todas a oeste da capital, e Plateau Central, ao norte, subiu entre 15% e 20% após o terremoto, segundo a Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah). O terremoto de 7 graus na escala Richter matou mais de 170 mil pessoas, de acordo com números oficiais. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
HaititerremotofugaPorto Príncipe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.