ONU acusa rebeldes do Sudão do Sul de roubar ajuda

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, acusou o Exército do Sudão do Sul e os rebeldes do país de roubar a ajuda humanitária que chega no território sul-sudanês.

AE, Agência Estado

16 de janeiro de 2014 | 06h29

O chefe da ONU expressou preocupação com o número crescente de mortes em combate na mais nova nação do mundo, disse o porta-voz, Martin Nesirky .

De acordo com uma estimativa de um analista do International Crisis Group, desde 15 de dezembro, quando começaram os conflitos, cerca de 10 mil pessoas foram mortas.

Além disso, Ban destacou a morte de 200 civis após um acidente de barco no rio Nilo Branco, enquanto fugiam dos combates na cidade de Malakal.

O chefe da ONU também demonstrou preocupação com o número crescente de pessoas que se deslocaram por causa dos combates, que superou 40 mil nesta semana. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
sudão do sulonuajuda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.