ONU: ajuda humanitária é prioridade das equipes no Haiti

As equipes lideradas pela Organização das Nações Unidas (ONU) no Haiti estão mudando o foco de seus trabalhos. Se antes estavam ainda buscando pessoas presas sob os escombros de construções, agora esses grupos têm se concentrado mais na ajuda humanitária aos sobreviventes, informou Elisabeth Byrs, porta-voz do Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA, na sigla em inglês). "As equipes de resgate estão se concentrando mais e mais no auxílio humanitário para aqueles que precisam dele."

AE, Agencia Estado

22 de janeiro de 2010 | 08h58

A porta-voz afirmou que algumas equipes "que estão exaustas estão começando a ir para casa". Porém, outros grupos "continuam a retirar os cadáveres" dos escombros. O terremoto do dia 12 deixou dezenas de milhares de mortos confirmados no Haiti. Autoridades locais calculam que o número de mortos pode chegar a 200 mil ou mesmo ultrapassar essa estimativa.

As buscas internacionais e as equipes de resgate coordenadas pela ONU já conseguiram retirar 121 pessoas com vida dos escombros. O número é um recorde em desastres do tipo, de acordo com a entidade. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.