ONU alerta para ataques a comboios de ajuda no Iraque

O Programa Mundial de Alimentação (PMA), subordinado à ONU, manifestou preocupação com relação ao aumento dos ataques contra comboios de ajuda humanitária e seus depósitos no Iraque e alertou que a entrega de alimentos poderá ser ameaçada se a segurança não melhorar. O Programa Mundial de Alimentação não culpou explicitamente os soldados americanos pela falha na segurança, mas deixou claro que um esforço maior precisa ser feito para garantir que os comboios de ajuda humanitária cheguem em segurança aos iraquianos necessitados. Por meio de um comunicado divulgado em Roma, a agência da ONU afirma que os iraquianos contratados para substituir os soldados americanos como guardas de segurança de seus depósitos não receberam treinamento adequado e muitas vezes "não querem ou são incapazes de interferir". Alguns simplementes abandonaram o trabalho por falta de pagamento, denunciou o Programa Mundial de Alimentação. Desde 10 de junho, o PMA já registrou 12 incidentes de saques e tiroteios dentro e nos arredores de suas instalações no país ocupado. Em um caso específico, a distribuição de comida teve de ser paraliasada por mais de uma semana em partes de Bagdá, depois que centenas de saqueadores atacaram um depósito da entidade. Também foram atacados depósitos nas cidades de Kirkuk, Nasiriya e Basra, segundo a agência da ONU.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.