ONU alerta para fome na Coréia do Norte

O Programa Mundial para a Alimentação emitiu um apelo para que a comunidade internacional ajude a Coréia do Norte, afirmando que as reservas para esta nação estão quase se esgotando e que faltará comida para os cerca de 6,5 milhões de pessoas atendidas normalmente. A partir de agora, o programa poderá alimentar apenas 100.000 norte-coreanos, disse Masood Hyder, representante da agência da ONU na Coréia do Norte. No ano passado, diante de uma advertência similar, os Estados Unidos, a Rússia e outros países prometeram milhares de toneladas de grãos e outros alimentos, mas os produtos deverão começar a chegar no país comunista apenas no final de março, devido a dificuldades de transporte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.