ONU aprova orçamento de US$ 5,15 bilhões para os próximos dois anos

Entidade entrou em acordo para cortar verba em 5%; é a primeira redução de custos em 13 anos

Associated Press

27 de dezembro de 2011 | 17h31

NOVA YORK - A Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou nesta terça-feira, 27, o orçamento de US$ 5,15 bilhões para cobrir as operações entidade no biênio de 2012-2013, cortando a verba bianual pela primeira vez em 13 anos. A redução foi de 5%.

 

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que havia proposto um corte de 3,2% em outubro, agradeceu aos 193 membros da Assembleia-Geral por concordarem em "cortar a gordura" em um momento no qual governos e povos em todo o mundo estão lutando contra as dificuldades financeiras. Ele disse que instruiria todos os chefes a encontrar de maneiras de "fazer mais e melhor com menos".

 

O vice-embaixador dos Estados Unidos, Joseph Torsella, afirmou que o acordo para o corte é "histórico", dizendo que foi a primeira ver desde 1998 e apenas a segunda vez nos últimos 50 anos que a ONU reduziu seu orçamento para o período seguinte. Em 2010 e 2011, a entidade gastou US$ 5,41 bilhões. As missões de paz mantidas pelas Nações Unidas, porém, são financiadas separadamente.

 

Os Estados Unidos pagam 22% das despesas administrativas da ONU. De acordo com Torsella, o corte "poupará os contribuintes americanos de pagar milhões de dólares e coloca a ONU no caminho da disciplina fiscal e de uma reforma continuada". Ainda segundo ele, nos últimos 20 anos o orçamento bianual da entidade cresceu em média 5% por biênio. 

Tudo o que sabemos sobre:
ONUorçamentoNações Unidas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.