ONU aprova resolução pelos direitos de homossexuais

O Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou hoje uma resolução histórica que busca garantir direitos iguais para todos, independentemente da orientação sexual. A medida, que contou com o voto favorável do Brasil, é vista como um progresso significativo para os direitos dos homossexuais.

AE, Agência Estado

17 de junho de 2011 | 13h57

Apresentada pela África do Sul, a resolução obteve 23 votos a favor, 19 contra e três abstenções, sendo aprovada apesar da forte oposição de países africanos e árabes. O texto afirma que "todos os seres humanos são nascidos livres e iguais em dignidade e direitos e que todos têm a prerrogativa a todos os direitos e liberdades... sem distinção de qualquer tipo".

Além disso, o documento autoriza a criação de um grupo de estudos sobre leis discriminatórias e a violência contra indivíduos baseada em sua orientação sexual e no gênero. O Brasil votou a favor do texto, assim como os Estados Unidos, a União Europeia e outros países latino-americanos. Uma das três abstenções foi da China.

"Acabamos de testemunhar um momento histórico no Conselho dos Direitos Humanos e dentro do sistema da ONU, com uma resolução que é referência na proteção aos direitos humanos de pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros", afirmou a embaixadora dos EUA na organização, Eileen Chamberlain. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.