ONU aprova resolução simbólica em favor de Arafat

Os palestinos receberam apoio da UniãoEuropéia e de países africanos na Assembléia geral da ONU, e assim conseguiram aprovar uma resolução que exige de Israel a suspensão das ameaças de expulsar o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Yasser Arafat. A vitória palestina desta sexta-feira, entretanto, tem peso apenas simbólico. Uma proposta de resolução semelhante foi apresentada ao Conselho de Segurança nesta semana, mas os EUA vetaram. No CS, a proposta teria força de lei, ao contrário das resoluções da Assembléia Geral. Além disso, a União Européia fez emendas ao texto. Assim, a resolução da Assembléia Geral condena os ataques suicidas de palestinos e pede que a Autoridade Nacional Palestina combata os grupos extremistas. Dos estados-membros, 133 votaram a favor da resolução, 4 contra e 15 se abstiveram. Os países que votaram contra foram Israel, Estados Unidos, Micronésia e Ilhas Maurício.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.