ONU aprova sanções contra o Boko Haram

O Conselho de Segurança da ONU impôs sanções contra o grupo terrorista Boko Haram, que realizou uma onda de ataques mortais na Nigéria e o recente sequestro de 300 adolescentes estudantes, disse a embaixadora dos EUA na organização, Samantha Power.

AE, Agência Estado

22 Maio 2014 | 18h04

Power acolheu a ação do Conselho chamando-o de "um passo importante no apoio ao governo da Nigéria em seus esforços para derrotar o Boko Haram e responsabilizar a sua liderança criminosa por atrocidades".

A Nigéria, que está cumprindo um mandato rotativo de dois anos no conselho, pediu na semana passada que o Boko Haram fosse adicionado à lista de organizações que têm ligações com a Al-Qaeda. Desta forma, a organização está sujeita a um embargo de armas e congelamento de bens.

Os 14 outros membros do conselho tiveram até às 15 (hora local) de quinta-feira para se opor às sanções e ninguém o fez. Assim, a comissão agora irá adicionar o Boko Haram à lista de sanções da Al-Qaeda.

"O Conselho de Segurança da ONU ajudou a fechar vias importantes de financiamento, viagens e acesso a armas de integrantes do Boko Haram, mostrando unidade global contra seus atos selvagens."

A lista de sanções de entidades ligadas à Al-Qaeda atualmente incluem 62 grupos e 213 pessoas que também estão sujeitas a proibições de viagens. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Onu Nigéria Boko Haram

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.