ONU apura denúncia de maus-tratos a soldado dos EUA

A Organização das Nações Unidas (ONU) apura denúncia de maus-tratos a um soldado detido nos Estados Unidos sob suspeita de ter repassado documentos secretos ao site dedicado a vazamento de informações WikiLeaks.

AE, Agência Estado

22 de dezembro de 2010 | 16h59

O braço da ONU para questões de tortura informou hoje, em Genebra, o recebimento de denúncia segundo a qual o tratamento dispensado ao soldado Bradley Manning em uma prisão dos Corpos de Fuzileiros Navais dos EUA em Quantico equivale a tortura.

Pessoas que visitaram o soldado afirmam que ele passa pelo menos 23 horas por dia isolado em uma pequena cela e que sua condição física deteriora-se acentuadamente. O Pentágono nega que Manning esteja sendo submetido a maus-tratos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUEUAsoldadoWikiLeakstortura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.