ONU cobra compromisso internacional com o Haiti

O secretário-geral da ONU, Kofi Annan, pediu uma ampla missão das Nações Unidas para o Haiti, com 6.700 soldados, mais 1.600 policiais e especialistas para ajudar a transformar a nação caribenha numa ?democracia funcional?. O contingente militar da ONU substituirá os 3.600 soldados internacionais que se encontram, no Haiti sob comando dos Estados Unidos.Annan disse que a transferência de autoridade, da força sob comando americano para as tropas da ONU deverá ocorrer em 1º de junho. Em relatório ao Conselho de Segurança, o secretário-geral diz que é ?triste que, em seu ano do bicentenário, o Haiti tenha que pedir outra vez à comunidade internacional que o ajude a superar graves problemas políticos e de segurança?.O enviado especial da ONU ao Haiti, Reginald Dumas, disse que 10 missões internacionais mandadas ao país na última década fracassaram porque não houve um compromisso continuado. A comunidade internacional deve se comprometer com o Haiti por pelo menos 20 anos para levar paz ao país e elevar a qualidade de vida no país mais pobre do hemisfério, disse ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.